Marcelo Toniette - Psicologia, Psicoterapia e Terapia Sexual


Psicólogo, Psicoterapeuta e Terapeuta Sexual

Doutor e Mestre em Psicologia pela Universidade de São Paulo - USP

Membro da SBRASH - Sociedade Brasileira de Estudos da Sexualidade Humana

Psicólogo Sexólogo reconhecido pela ALAPSISEX - Associación Latinoamericana de Psicólogos Sexólogos



 


   CONSULTÓRIO:

   Rua Luminárias, 271 - Vila Madalena - 05439-000 - São Paulo-SP

   Tel.: (11) 3815-5467
 

 



 

Psicoterapia sexual:
uma possibilidade psicoterapêutica com enfoque na sexualidade
 

A psicoterapia sexual é uma modalidade voltada para o tratamento de disfunções sexuais, que difere das outras formas de psicoterapia em dois pontos: (1) é focada na queixa sexual trazida pelo cliente; e (2) o psicoterapeuta, além do trabalho clínico presencial, orienta o cliente para a melhoria da comunicação e a realização de atividades sexuais de forma solitária e/ou com sua parceria (Kaplan, 1977). A realização dessas atividades, em ambiente privado, favorece para que o/a cliente tenha experiência erótica sistematicamente estruturada, concomitante ao trabalho com conflitos intrapsíquicos.
Leia mais

Ejaculação precoce:
Superando a dificuldade pelo reaprendizado

A ejaculação precoce é uma disfunção sexual da resposta sexual masculina que ocorre na fase de orgasmo. Acomete principalmente indivíduos no início da vida sexual, embora também seja queixa de homens de outras faixas etárias que a desenvolvem em determinada situação ou com determinada parceira. O Diagnostic and statistical manual of mental disorders caracteriza a ejaculação precoce como o “início persistente ou recorrente de orgasmo e ejaculação com estimulação mínima antes, durante ou logo após a penetração e antes que o indivíduo deseje”.
Leia mais

Como evitar a ansiedade para não falhar na 'hora h'?

Primeiro é compreender como você sente no seu corpo isso que chamamos de ansiedade. Geralmente a ansiedade é uma reação que antecede momentos que de algum modo percebemos como ameaçadores, mesmo que esses momentos não necessariamente sejam uma ameaça em si. Sintomas comuns na ansiedade são: impaciência, irritação, medo, boca seca, suor excessivo, tensão, sensação de vazio, coração batendo rápido, irritação, aperto no estômago...
Leia mais


 


Participe da Campanha "Não foi Acidente!"
assinando a Petição

 


Notícias do Conselho Federal de Psicologia
sobre PL do Ato Médico


currículo I publicações I dúvidas mais frequentes I eventos I links I mapa I contato